Bibliotecas dos CEUs precisam romper barreiras para ampliar público, defende pesquisadora da USP

Moradora da periferia paulistana, a bibliotecária Charlene Kathlen de Lemos imaginava que bastaria uma biblioteca chegar a uma região mais extrema e pobre para que os moradores imediatamente passassem a frequentá-la. Não foi o que ela observou, entretanto, durante a pesquisa que deu origem à sua dissertação de mestrado na Escola de Comunicações e ArtesContinue a ler “Bibliotecas dos CEUs precisam romper barreiras para ampliar público, defende pesquisadora da USP”

Proteção da propriedade intelectual e o livro digital

A maneira como a indústria editorial aloca recursos revela suas estratégias para apropriação de lucro. Com base nessa premissa, a pesquisa “O livro digital no mundo editorial e a evolução histórica do copyright e das estratégias de apropriação de lucro”, investiga os efeitos positivos e negativos da proteção da propriedade intelectual. A investigação abrange estesContinue a ler “Proteção da propriedade intelectual e o livro digital”

Livro de Stephen Hawking traz aventura no espaço para crianças e adolescentes

Uma história cheia de aventura e ação, com um belo ingrediente a mais: o mais recente conhecimento científico sobe o Universo, de forma simples e divertida. Um livro assim não seria possível se os autores não fossem o físico Stephen Hawking e sua filha, Lucy. O livro “George e a caça ao tesouro cósmico” éContinue a ler “Livro de Stephen Hawking traz aventura no espaço para crianças e adolescentes”

O que pensam as crianças dos livros infantis

Interessada na produção cultural infantil resultante do contato de crianças com livros infantis, a pedagoga e mestre em Educação Débora Perillo Samori resolveu investigar o assunto em sua dissertação de mestrado, na Universidade de São Paulo. O resultado é a dissertação “Infância e literatura infantil: o que pensam, dizem e fazem as crianças a partirContinue a ler “O que pensam as crianças dos livros infantis”

Mário de Andrade, inquieto e conectado

Uma exposição dividida em módulos, com mais de 440 itens e cheia de gavetinhas que qualquer um – inclusive as inquietas crianças, para alívio dos pais sempre cheios de dedos – pode abrir e remexer à vontade. Assim é “Ocupação Mário de Andrade”, que será inaugurada para o público na próxima sexta-feira, dia 28 deContinue a ler “Mário de Andrade, inquieto e conectado”