Identificar possíveis modificações faciais em pacientes submetidos a tratamento estético fonoaudiológico foi um dos objetivos do estudo “Modificações faciais em clientes submetidos a tratamento estético fonoaudiológico da face em Clínica-Escola de Fonoaudiologia”, desenvolvido pelas pesquisadoras Hilda Gabriela Arantes de Arizola, Silvana Maria Brescovici, Susana Elena Delgado e Caroline Kurtz Ruschel. Além disso, as atoras verificaram se estas modificações foram percebidas pelo cliente, por terceiros e por fonoaudiólogos, e constataram o grau de satisfação do cliente com o resultado.
Os resultados apontaram que tadas perceberam modificações faciais (diminuição das rugas dos olhos e dos lábios, diminuição do sulco nasolabial, lábios mais definidos, pele mais viçosa e brilhante e suavização das marcas de expressão). Outras pessoas (terceiros) perceberam modificações como diminuição das olheiras e pele mais viçosa e brilhante.
As participantes da pesquisa submeteram-se a dez sessões de terapia, com exercícios estáticos e dinâmicos, e suas fotos pré e pós tratamento foram analisadas por fonoaudiólogos especialistas em motricidade orofacial, identificando presença ou ausência de modificações. “As participantes mostraram-se mais satisfeitas com o aspecto estético da face após a intervenção fonoaudiológica”, concluíram as pesquisadoras.
Texto escrito por Silvana Schultze, do blog http://www.meunomenai.com
Para conhecer o estudo completo, acesse o link: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000600018&lng=pt&nrm=iso