Análise de Comportamento Aplicado é um método de disciplina que pode ser adotado por educadores de crianças autistas. O método utiliza sinais encontrados ao redor do autista para influenciar comportamentos adequados ao ambiente escolar. Primeiramente, o educador procura descobrir quais os disparadores de comportamentos negativos do autista, e também o que acontece antes e depois. O objetivo dessa etapa é evitar a ocorrência desses disparadores, substituindo-os por estímulos positivos.

Se o comportamento negativo aparece quando o educador passa de uma tarefa que o autista aprecia, como a leitura de histórias, por exemplo, para outra que não é de seu agrado, uma saída é oferecer uma alternativa de transição entre as duas tarefas. Se a sala contar com um ajudante, ele pode desempenhar essa função, lendo uma breve história relacionada à próxima tarefa, por exemplo.

O professor também pode recorrer a recursos visuais para essa transição. À medida que o autista for sentindo-se mais confortável com a mudança de tarefas, essa etapa de transição poderá ser até eliminada. O reforço verbal, principalmente com elogios, ajuda tanto na etapa de transição quanto na hora de dispensá-la.

Texto escrito por Silvana Schultze, do blog www.meunomenai.com

Fonte: Livestrong.