Intervenção nutricional produz mudança positiva e duradoura


Comer ou se alimentar. Mais do que significar a mesma coisa, usar um ou outro termo quando se fala sobre a própria alimentação pode indicar as escolha nutricionais de uma pessoa. A diferença fica evidente na fala de um homem de 46 anos, participante de um estudo sobre intervenção nutricional educativa, ao afirmar que quando come, em vez de se alimentar, opta por “coisas erradas”.

O estudo “Avaliação da efetividade na mudança de hábitos com intervenção nutricional em grupo” observou que a intervenção foi positiva na mudança dos hábitos alimentares do grupo, que apresentava sobrepeso. “A análise qualitativa mostrou que a mudança do comportamento alimentar pela conscientização parece ser o ponto fundamental para uma modificação nutricional mais efetiva”, destacam os autores Bruna Franzoni; Lena Azeredo de Lima; Luciana Castoldi e Maria da Graça Alves Labrêa.

Os participantes afirmaram ainda que, após a intervenção, passaram a prestar atenção no rótulo dos alimentos, que muitos não faziam antes. Outros adquiriram o hábito de bebe água com regularidade. “O padrão alimentar inadequado, a inatividade física, o tabagismo e o consumo de álcool representam um complexo de fatores de risco para doenças e agravos não transmissíveis”, alertam os pesquisadores, que defendem a implantação da promoção de práticas alimentares saudáveis na rotina dos serviços do Sistema Único de Saúde.

O estudo destaca ainda que os resultados positivos da intervenção nutricional aparentemente continua surtindo efeito mesmo após o seu final. “Além disso, foram observados mais relatos de mudanças positivas de hábitos na segunda entrevista, mostrando que parece ser necessário um espaço de tempo para que as alterações de comportamento possam ser processadas”, observam.Da mesma forma ocorreu com a perda de peso, já que foi demonstrado no estudo que esta precisa de tempo para a sua efetivação.

Texto escrito por Silvana Schultze, do blog www.meunomenai.com

Para conhecer o estudo completo, acesse o link:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232013001200031&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

se você gostou deste texto, poderá gostar também de:

http://meunomenai.com/2013/08/29/jogo-eletronico-para-pessoas-com-distrofia-muscular-de-duchenne-gratuito-ajuda-a-combater-a-obesidade-e-a-desnutricao-2/

http://meunomenai.com/2013/12/10/pesquisas-em-disfagia-dificultam-pratica-baseada-em-evidencias/

http://meunomenai.com/2013/10/03/mastigacao-ruim-em-adultos-pesquisadoras-analisam-autopercepcao-e-fatores-associados/

http://meunomenai.com/2013/07/10/obesidade-infantil-adianta-conflitos-entre-pais-e-filhos/

http://meunomenai.com/2013/07/23/diversificando-a-alimentacao-de-autistas-passos-para-aumentar-a-tolerancia-a-novos-sabores-e-texturas/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s