Planejando férias com uma pessoa autista


Quando se pretende viajar com uma pessoa autista, seja criança, adolescente ou adulto, o planejamento torna-se ainda mais importante. Antes de escolher o destino, é preciso levar em conta e de forma bem honesta o grau de tolerância a certas coisas e acontecimentos. Se há aversão à sensação da areia sobre a pele, por exemplo, é melhor escolher um lugar onde a praia não seja a atração principal. Caso contrário, corre-se o risco de passar a maior parte do tempo administrando crises ou então fechado no apartamento, casa ou quarto de hotel.

A escolha da acomodação também é importante, pois há grandes chances de que se precise passar um tempo considerável no local, inclusive para que o autista descanse do excesso de estímulos ao qual ele não está acostumado e que fatalmente acontece em qualquer viagem, por mais tranqüila que seja.

Se a viagem for com um grupo de amigos ou membros da família que, apesar de conhecerem o diagnóstico, não convivem regularmente com o autista prepare-se para em alguns momentos precisar explicar determinadas reações. Explicações simples e diretas, como “Ele está ansioso porque estava muito barulho no restaurante”, que embora pareçam óbvias, podem tranqüilizar pessoas próximas, que por desconhecerem a situação podem julgar terem feito elas próprias algo que desencadeou a reação.

Algumas famílias com autistas optam por alugar apartamentos ou casas durante as férias, em vez de se hospedarem em hotéis, para que tenham mais privacidade e tranqüilidade no momento de preparar comidas especiais e estabelecer rotinas próximas às que o autista está habituado em seu cotidiano.

Outro recurso importante é criar um álbum com imagens ou fotografias do local para onde se vai viajar, mostrando-o com freqüência para o autista até a data da viagem. Se o lugar já tiver sido visitado antes pelo autista, pode-se ainda mostrar as fotografias antigas. Dessa forma, antecipa-se o que irá acontecer durante a viagem, permitindo que ele se prepare e enfrente a situação no momento certo de forma tranqüila.

Texto escrito por Silvana Schultze, do blog www.meunomenai.com

Baseado em “Como planejar férias com um membro com autismo na família” (tradução livre para o português).

Fonte: Autismo about.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s