Experiência na UFSM analisa interesses e motivações de alunos superdotados e reflete sobre a prática educacional voltada a esse grupo

Imagem

Oferecer ao aluno com altas habilidades/superdotação a oportunidade de ocupar o papel principal durante as atividades escolares e compartilhar seus conhecimentos de forma adequada, ao mesmo tempo em que convivem com alunos com características semelhantes e fortalecem suas relações sociais. Estas experiências tornaram-se realidade durante projeto desenvolvido em conjunto pelo Programa de Incentivo ao Talento (PIT) e pelo Programa de Educação Tutorial (PET), ambos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul.

As autoras do trabalho “Globalização e cidadania: interfaces na educação de crianças com altas habilidades/superdotação”, Bárbara Martins de Lima Delpretto, educadora especial, e Soraia Napoleão Freitas, professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), realizaram atividades com 15 estudantes entre 8 e 13 anos de escolas diversas da cidade de Santa Maria.

O principal objetivo da proposta foi colaborar com o planejamento de atividades que utilizassem a aplicação/demonstração de recursos computacionais no qual os alunos com altas habilidades/superdotação participassem ativamente. “Tivemos por objetivo, também, compreender mais profundamente os interesses e recursos motivacionais destes alunos para atividades posteriores”, destacam as autoras.

Assim, os alunos puderam desenvolver o raciocínio lógico através dos recursos proporcionados pela programação virtual e utilizar softwares educativos, estimulando o desenvolvimento do potencial de cada um. “Através da prática, torna-se mais possível dissolver alternativas para ampliação do ensejo de sucesso social para todos, com comprometimento de perspectivas críticas individuais e coletivas”.

Entre os resultados observados durante a experiência, as autoras destacam que a abordagem entre estímulo e tecnologia informacional mostrou-se um importante e eficaz meio de abordar temas atuais. “Em especial na área de altas habilidades/superdotação, parcela da população historicamente excluída em virtude dos muitos mitos sustentados, a iniciativa conseguiu não somente aliar o desenvolvimento pedagógico dos participantes do projeto como ampliar as discussões na área entre acadêmicos de graduação da Universidade Federal de Santa Maria”.

As pesquisadores explicam que, durante os seis meses de atividades específicas deste projeto, as crianças participantes primeiramente realizaram um planejamento dos objetivos delineados. Em seguida, construíram hipóteses e sanaram dúvidas e, posteriormente, tiveram a oportunidade de expor a construção material dos objetivos aos acadêmicos que compõem a equipe executora do projeto, e que conseguiram, por sua vez, encerrar esta fase com expressivo ganho de experiência. “Foi notado, também, que as crianças participantes conseguiram adaptar o uso das tecnologias disponíveis às necessidades de cada contexto que as circulam: ao potencializar a autonomia na produção e construção de atividades, estas puderam também adaptar o processo de aquisição de conhecimento a outras ocasiões de aprendizagem”.

As autoras consideram válidos os questionamentos que reflitam a respeito da atuação dos educadores e profissionais da área educacional quanto ao atendimento aos sujeitos com altas habilidades/superdotação. “Frente às exigências sociais, discutem-se formas mais adequadas e válidas para participação popular e politização gradual, retomando conceitos abordados em discussões quanto aos direitos humanos e a cidadania”, explicam. “Ao reforçar a importância do papel humano na produção de conhecimento, aborda-se também como o aproveitamento deste se dá, além de prover e problematizar um retorno adequado à sociedade e ao contexto cultural, de forma a ampliar uma maior participação cidadã dos sujeitos”.

O Programa de Incentivo ao Talento (PIT) é desenvolvido pelo Grupo de Pesquisa Educação Especial: Interação e Inclusão Social da UFSM, enquanto o Programa de Educação Tutorial (PET), mantido pelo curso de Graduação em Ciência da Computação da universidade, tem como objetivo destacar iniciativas do tripé pesquisa, ensino e extensão.

Conheça o trabalho completo pelo link: http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:NqHP5ouX87UJ:conbrasd.org/wp/wp-content/uploads/2013/03/Globaliza%25C3%25A7%25C3%25A3o-e-cidadania-interfaces-na-educa%25C3%25A7%25C3%25A3o-de-crian%25C3%25A7as-com-altas-habilidadessuperdota%25C3%25A7%25C3%25A3o.doc+&cd=4&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s