O papel da T.O. na vida de crianças especiais

Imagem

A Terapia Ocupacional (T.O.) pode ajudar crianças, adolescentes e adultos portadores síndromes, como autismo e Down, a desenvolver e manter habilidades que os tornarão mais independentes. Com foco no desenvolvimento da coordenação motora grossa e fina, e nos cuidados com si próprios, a T.O. também trabalha as habilidades de interação da pessoa, aumentado sua capacidade de socialização.

Aplicada por um profissional graduado, a T.O. reabilita os aspectos motores, perceptivos e cognitivos nas áreas motora (coordenação, força, amplitude, articular, funcionalidade e destreza), perceptiva (tato, paladar, olfato, visão e audição) e cognitiva (integração das funções das duas outras áreas).

A melhora da qualidade de vida proporcionada pela T.O. é visível no cotidiano da pessoa, que passa a ter autonomia para vestir-se, alimentar-se, ir ao banheiro, além de transitar com mais desenvoltura em ambientes sociais.

Fonte: Desvendando o Autismo.

11 thoughts on “O papel da T.O. na vida de crianças especiais”

  1. O trabalho de T.O começou com minha filha PC,Yasmin, aos 6 meses de idade no início tudo foi maravilhoso muitas brincadeiras,atividades para fazermos em casa que dessem a ela muitos estímulos.Ficamos maravilhados;parecia um pouco como ir pra escolinha.Depois com o seu crescimento e as certezas das suas limitações;as sessões foram tornando-se pesadas e com listas de coisas para comprarmos e que muitas vezes não funcionavam para ela.Fomos ficando tristes pois parecia que para ela seguir em frente o que poderia fazer a diferença é a situação financeira dos pais para investirmos em tecnologias e se não temos a condição,tudo ficava estacionado.Até que agora, minha princesa com 12 anos não faz mais este atendimento. Será que isto sempre acontece? Quem tem dinheiro vai adiante e os “miseravéis” ficam ao relento? Uma mãe que ainda sonha apesar desta realidade atual.

    1. Marina, sou TO e confesso que fiquei decepcionada ao ler suas palavras. Não posso dar opinião sem saber o certo o que foi solicitado a vcs.mas acredito que sempre podemos melhorar as condições de uma criança. só posso dizer a vc, não desista de tentar!!! procure outro (a) TO na sua cidade.se não tiver ,quero pelo menos tentar te ajudar a distancia, e sem cobrear nada de vc. só não quero que desista. Há muitos recursos a baixo custo. bjs.

      1. Passamos por muitas T.O e aceito sim sua ajuda.Na minha cidade não existe esta terapia gratuita e infelizmente não posso arcar com mais este gasto pois minha princesa não recebe o benefício do governo,pois o papai é professor logo; somos “ricos” perante o INSS.KKKKKKKKK Bom final de semana e até loguinho,beijocas.

      2. Marina, obrigada por sua visita!
        Entendo perfeitamente sua situação. Espero que encontre alternativas para o tratamento de sua filha. E principalmente, não desista. Eu mesma precisei procurar por anos, passando por vários profissionais, até encontrar o mais indicado para o caso de meu filho.
        Abraços!

    2. Sou TO e também fico bem triste ao escutar o seu relato, afinal, nós Terapeutas Ocupacionais, sabemos tão bem indicar e prescrever tecnologias assistivas de baixo custo que são bem resolutivas! Não desista pois o terapeuta ocupacional tem muito a ajudar no desenvolvimento das habilidades da Yasmim e a idade dela é crucial para o desenvolvimento. Precisamos cuidar dela o quanto antes. Sucessos!

      1. Tábata, também acredito que sempre existirão alternativas acessíveis de tratamento. Torço para que a Marina encontre um profissional que a faça rever seus conceitos sobre a T.O.
        Obrigada pela visita e abraços,
        Silvana

    3. não eu acredito que muitoas alternativas nos são oferecidas ,mas o caminho é a inclusão de nossos filhos em atividades diponiveis na nossa cidade para todas as crianças assim ela via encontrar interesses e sededicar a eles melhorando naturalmente ,esportes artes ,dança ,teatro ,poesia ,e assim no tempo dela ela conseguira se desenvolver com o prazer de fazer parte! beijos assim é com minha filha espero que vcs tambem consigam.

    4. Marina, uma das características do Terapeuta Ocupacional é saber lidar com limitações, seja ela qual for, inclusive quando isso se diz aos materiais utilizados no seu atendimento. O T.O deve ser capaz de adaptar seu material com baixo custo e assim oferecer ele para o paciente durante a sessão, sem falar que se pode usar outras formas de estímulos para o paciente. Se aquela mais cara não é viável para a família, não significa que o tratamento deve ser interrompido, pois o paciente precisa de estímulo. Vá atrás, na prefeitura da sua cidade, apae, escolas especiais, clínicas ….! abraços

  2. Maria, tb tenho uma filha com PC de 3 anos e a TO é super parceira, sempre nos ajudando com ferramentas alternativas, nos ensinando adaptar coisas que temos em casa. Pena que a tua experiência foi negativa. Mas continue tentando, não desista nunca. Mague

      1. Margue, que bom que se dispôs a deixar seu comentário e mostrar que sempre há esperança…
        Toda a saúde do mundo para sua filha, e obrigada pela visita!
        Abraços,
        Silvana

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s